Sabesp lança obras que ampliam o tratamento de esgoto em Barueri, Cotia e Osasco

Sabesp lança obras que ampliam o tratamento de esgoto em Barueri, Cotia e Osasco

A Sabesp dará início a dois conjuntos de obras que vão beneficiar as cidades de Barueri, Cotia e Osasco. Os investimentos em coleta e tratamento de esgoto de R$ 82 milhões vão beneficiar 218 mil pessoas em bairros como Alphaville, Granja Viana, Atalaia, Jardim Rochdale, Mutinga e Presidente Altino.

O pacote de ações inclui a instalação de grandes tubulações e de estações de bombeamento, parte fundamental do processo de tratamento do esgoto na Grande São Paulo. É para esses tubos (chamados de interceptores e coletores-tronco) e bombas que o efluente coletado de casas, prédios, comércios e indústrias segue até as estações de tratamento.

Em Cotia e Osasco a Sabesp começa nos próximos dias a instalação de 1,4 km de coletor-tronco, 3,7 km de redes nos bairros e quatro unidades de bombeamento. O investimento de R$ 13 milhões vai levar o esgoto de 94 mil pessoas para tratamento nas estações de Cotia e Barueri, atendendo inclusive uma parte da zona oeste da capital. Serão beneficiados os bairros Chácara Atalaia, Granja Viana, Jaguara, Jardim Canaã, Jardim Colonial, Jardim D'Ávila, Jardim Elvira, Jardim Marieta, Jardim Mutinga, Jardim Panorama, Jardim Rochdale, Morro Grande, Parque Industrial Mazzei, Presidente Altino, Recanto Ampla, Rio Cotia, Vila dos Remédios, Vila São José, Vila Santo Antônio, Portão, Vila Jaraguá, Vila Leopoldina e Vila Ayrosa.

As obras vão reduzir a carga poluidora nos córregos da região, como o Ribeirão Vermelho, ajudando a revitalizar o próprio Tietê, no qual eles deságuam.

Em Barueri foi autorizada a abertura de licitação do sistema de interceptação São José. Serão construídos 5 km de interceptor, coletores-tronco e interligações, uma estação de bombeamento e 5,3 km de redes coletoras nos bairros, também permitindo o envio do efluente para tratamento na ETE Barueri. A previsão é que a licitação seja concluída até o começo de 2018 e as obras se iniciem ainda no primeiro semestre do próximo ano.

O investimento está estimado em R$ 69 milhões e vai beneficiar 124 mil pessoas dos bairros Aldeia, Alpha, Alpha 2, Conde II, Empresarial, Centro, Conjunto Habitacional Marco, Cruz Preta, Engenho Novo, Jardim Barueri, Jardim dos Camargos, Jardim Esperança, Jardim Morelato, Jardim Paraiso, Jardim Reginalice, Jardim São Luiz, Jardim Silvestre, Jardim Tupancy, Vila Barros, Vila Boa Vista, Vila Ceres e Vila Porto.

Com isso, a Sabesp vai contribuir com a melhoria dos córregos Pedreira, Tanquinho e Vila São José, que deságuam no rio Tietê.

Pacote de ações

As obras de Barueri, Cotia e Osasco fazem parte de um pacote de ações do Projeto Tietê, anunciadas pelo governador Geraldo Alckmin em visita à construção de um interceptor embaixo da Marginal Tietê. O investimento da Sabesp vai ampliar o tratamento de esgoto na capital e na Grande São Paulo, com investimento total de R$ 624 milhões e geração de 2.580 empregos diretos e indiretos.

O Projeto Tietê já investiu US$ 2,7 bilhões em coleta e tratamento de esgoto na Grande São Paulo desde 1992. O projeto aumentou a coleta de esgoto de 70% para 87%, e o tratamento de 24% para 68%, beneficiando 8,5 milhões de pessoas. As ações têm resultados claros, com a redução significativa da mancha de poluição do rio – que diminuiu 393 quilômetros. Em pouco mais de 20 anos de obras, a Sabesp passou a tratar os dejetos de uma população equivalente à de Londres.

 

FONTE: SABESP